aparicio2Edição 72/73

Seis anos depois, continuamos a acreditar

J. E. Aparício

A Nectar completou no mês de Janeiro seis anos de vida. Seis anos em que se dedicou a dar a conhecer o que de melhor se faz em Portugal no sector dos vinhos. A divulgar marcas, produtores, estabelecimentos, enólogos, castas, técnicas – em suma, tudo o que faz do sector um mundo tão vasto e apaixonante.
Ao longo destes seis anos, o panorama vinícola português mudou significativamente. Na maior parte dos casos, para melhor. Melhorou a qualidade média dos vinhos, melhorou a capacidade de competir nos mercados externos, melhorou o cuidado posto na apresentação dos produtos, melhorou a visibilidade no estrangeiro graças aos inúmeros prémios conquistados.
Dessas conquistas fomos dando conta aos leitores em cada edição. E também nós tentámos, mês após mês, melhorar o conteúdo da revista, e dessa forma contribuir para a melhoria geral do sector. Porque o nosso objectivo é, no fim de contas, o mesmo que o dos outros agentes que integram o mundo dos vinhos portugueses: torná-lo maior, mais forte, mais conceituado e mais reconhecido interna e externamente.
Estamos, portanto, de parabéns. Nós pelo nosso aniversário, o sector em geral pelos progressos que alcançou nestes seis anos. E que – são os nossos votos – vai continuar a alcançar neste novo ano, apesar das dificuldades que a economia mundial atravessa. •